PONTA PORÃ

Primeira mulher eleita prefeita de Bauru, é jornalista nascida em Mato Grosso do Sul

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Eleita neste domingo, Suéllen Rosim (Patriota) sofreu ataques racistas nas redes sociais

Eleita neste domingo (29) no segundo turno, a jornalista Suéllen Rosim (Patriota) é a primeira prefeita de Bauru, cidade paulista com mais de 330 mil habitantes e localizada a 331 quilômetros de São Paulo . Além de ser a primeira mulher eleita para comandar a cidade aos 32 anos, a jornalista é natural de Mato Grosso do Sul.

Nascida em Dourados, Suéllen se mudou para o estado de São Paulo quando criança. Segundo publicações a respeito da trajetória da jornalista, ela vive há 20 anos no Estado paulista.

Na disputa do segundo turno em Bauru, Suéllen derrotou o médico Dr. Raul (DEM). A sul-mato-grossense obteve 55,98% dos votos válidos neste domingo.

Formada em comunicação pelo Centro Universitário Toledo, a prefeita eleita foi repórter e produtora da TV TEM, afiliada da Rede Globo em Bauru. Em 2018, após deixar a empresa, Suéllen ingressou na carreira política e se candidatou a deputada estadual pelo Patriota, conquistando pouco mais de 30 mil votos. Ela ficou com a primeira suplência da sigla na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Leia Também:  Força Tática da Polícia Militar prende homem após jogar droga dentro do presídio de Ponta Porã

Considerada conservadora, Suéllen é evangélica, palestrante e faz trabalhos com publicidade, além de ser cantora gospel. Ela tem uma dupla com a irmã, Taynara. É também coordenadora do seu partido em 25 municípios da região e presidente estadual do Patriota Mulher SP.

Ataques racistas

Nesta segunda-feira (30), um dia após a vitória, veio à tona que a prefeita eleita sofreu ataques racistas nas redes sociais às vésperas do confronto nas urnas. As mensagens foram divulgadas em um grupo de WhatsApp e chegaram ao conhecimento dela, que registrou um boletim de ocorrência após o segundo turno neste domingo, de acordo com o G1 SP.

Formada em comunicação pelo Centro Universitário Toledo, a prefeita eleita foi repórter e produtora da TV TEM, afiliada da Rede Globo em Bauru. Em 2018, após deixar a empresa, Suéllen ingressou na carreira política e se candidatou a deputada estadual pelo Patriota, conquistando pouco mais de 30 mil votos. Ela ficou com a primeira suplência da sigla na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp).

Leia Também:  Polícia Militar apreende voyage com 42 caixas de cigarro

Considerada conservadora, Suéllen é evangélica, palestrante e faz trabalhos com publicidade, além de ser cantora gospel. Ela tem uma dupla com a irmã, Taynara. É também coordenadora do seu partido em 25 municípios da região e presidente estadual do Patriota Mulher SP.

Ataques racistas

Nesta segunda-feira (30), um dia após a vitória, veio à tona que a prefeita eleita sofreu ataques racistas nas redes sociais às vésperas do confronto nas urnas. As mensagens foram divulgadas em um grupo de WhatsApp e chegaram ao conhecimento dela, que registrou um boletim de ocorrência após o segundo turno neste domingo, de acordo com o G1 SP.

Primeira mulher eleita prefeita de Bauru, é jornalista nascida em Mato Grosso do Sul

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS