PONTA PORÃ

Polícia fiscaliza 61 pescadores, 27 veículos e apreende petrechos ilegais em rios de MS

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Nos principais aos rios desde esta sexta-feira (07)

Diego Alves Midiamax/Divulgação/ PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Miranda realizou fiscalização por terra e nos rios em prevenção à pesca predatória, fiscaliza 61 pescadores, 27 veículos e apreende petrechos ilegais.

A Polícia ambiental informa que realizou fiscalização preventiva à pesca nos rios Miranda, Salobra e Betione, bem como em bloqueio nos acessos principais aos rios desde esta sexta-feira (07), e vistoriou acampamentos de pesca e abordou embarcações com pessoas em atividade de pesca amadora e profissional e também que praticavam a pesca no barranco do rio, em um total de 61 pescadores fiscalizados, que foram orientados sobre as normas de pesca e felizmente todos pescavam legalmente.

Também foram executados trabalhos por terra nos acessos aos rios, para evitar que possíveis pescadores que pratiquem pesca predatória possam sair com produtos ilegais. Nas estradas foram abordados até a manhã deste sábado (08), 27 veículos, alguns com pescadores que seguiam para o rio e foram orientados sobre as normas de pesca e sobre a necessidade de estarem munidos da licença de pesca.

Leia Também:  Força Tática da Polícia Militar prende homem após jogar droga dentro do presídio de Ponta Porã

Durante os trabalhos fluviais foram cortados e apreendidos até a manhã de hoje (8), 49 anzóis de galho (Petrechos proibidos) que estavam armados nos rios. Os proprietários dos petrechos ilegais não foram identificados. As equipes continuam em fiscalização.

Mesmo que não sejam presos esses infratores, a intensificação deste tipo de fiscalização de retirada desses petrechos com alto poder de captura evita a degradação dos cardumes e também impõe prejuízo financeiro ao perderem o petrecho ilegal. A presença das equipes ainda evita que pessoas se arrisquem a praticar a pesca ilegal.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS