PONTA PORÃ

Coronavirus: Ponta Porã mantém restrições do último decreto

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
População usa máscaras nas ruas do Rio de Janeiro, desde ontem (23) a prefeitura tornou o uso obrigatório através de decreto.

A Prefeitura de Ponta Porã vai seguir as restrições conforme o último decreto divulgado no Diário Oficial do Município na semana passada. Nesta quinta-feira o município, teve sua condição de bandeira vermelha, alterada para bandeira cinza pela Vigilância Epidemiológica de Mato Grosso do Sul.

As medidas restritivas do Decreto 8.887 são consideradas seguras e seguem vigentes. O Decreto 8.887 foi publicado no DOM – Diário Oficial do Município – do dia 2 de junho de 2021 e teve alteração no dia 8 de junho. Portanto, de acordo com a Procuradoria Geral do Município, segue vigente o Decreto 8.887 com suas alterações.

O decreto de 2 junho, que vencia no dia 6, teve suas medidas reeditadas e prorrogadas para o dia 13. As medidas adotadas pelo município seguem valendo até que novas alterações sejam regulamentadas em caso de necessidade de maiores restrições.

Acesse o link https://pontapora.ms.gov.br/v2/diario-oficial/#ExibePDFNovo para conferir o Decreto que segue vigente para Ponta Porã. O decreto determina que restaurantes, conveniências, lanchonetes, sorveterias, cafés, bistrôs e estabelecimentos congêneres de alimentação, inclusive os localizados em hotéis pousadas e similares seguem atividades limite até às 20:00 horas, com a possibilidade de poder trabalhar com entregas até às 23:00 horas.

Leia Também:  Ponta Porã iniciou 4.ª dose de vacinação para pessoas acima dos 40 anos nesta segunda-feira

O toque de recolher continua das 20:00 horas às 05:00 horas para todos, exceto para os serviços de delivery e emergências comprovadas.

O atendimento ao público continua vedado para conveniências e similares, bem como a permissão para consumo de bebidas nesses locais. Igrejas e templos poderão funcionar, com 01 hora de duração para missas/cultos e intervalo de 05 horas entre as celebrações.

As academias e similares podem funcionar das 06:00h às 11:00h e das 14:00h às 19:00h, desde que sejam seguidos rigorosamente os protocolos de biossegurança. Os estabelecimentos deverão afixar na entrada um cartaz informando a capacidade de pessoas e os horários de atendimento. Os alunos só poderão ter acesso às academias com horário previamente agendado.

Os alunos só poderão permanecer nas academias durante o horário de aula e não poderão permanecer por mais de 45 minutos no local. No novo decreto também ficou definido que só alunos matriculados terão acesso às academias.

Cada aluno deverá levar a sua água e as academias deverão disponibilizar toalhas de  papel bem como produtos específicos com eficácia comprovada no combate ao coronavírus aos alunos. Pessoas com sintomas compatíveis com o Covid-19 tais como tosse, febre, coriza, falta de ar, dentre outros estão proibidas de frequentar as academias.

Leia Também:  Vereadores recebem representantes do Instituto Amor de Mãe, que apresentam cartilha sobre autismo

* Assessoria de Comunicação

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS