PONTA PORÃ

Na China, livros religiosos são queimados publicamente

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
 

 

 

Evento piloto aconteceu neste mês, reportou ONG

Segundo ONG, governo chinês ordenou a destruição de livros religiosos Foto: Reprodução

Na China, o governo ordenou que livros religiosos, e outros materiais não aprovados pelo governo comunista, sejam queimados. Segundo a revista da ONG Bitter Winter, fogueiras públicas são feitas no país com a finalidade de “educar as massas”.

De acordo com a ONG, no último dia 16, o Ministério de Segurança Pública organizou um evento piloto de destruição de livros e DVDs. A destruição dos conteúdos aconteceu no Centro Internacional de Convenções e Exposições de Dianchi, no distrito de Guandu, em Kunming, província de Yunnan.

O objetivo das fogueiras é mostrar como materiais religiosos devem ser destruídos publicamente.

Em Yunnan foram queimados materiais produzidos pelo movimento Falun Gong e da Igreja do Deus Todo-Poderoso. Cerca de 200 pessoas, incluindo estudantes e policiais, presenciaram a ação. Autoridades do Partido Comunista Chinês também teriam marcado presença, de acordo com o Bitter Winter.

No local, um vídeo de propaganda comunista foi apresentado.

Leia Também:  Anvisa aprova regras para importação de imunoglobina humana

Ao todo, 5 toneladas de “material religioso ilegal” foram destruídos.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS