PONTA PORÃ

Damares nega pedido de anistia a homem que sequestrou avião

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Homem que desviou voo para Cuba em 1969 foi chamado por noticiários da época de “comunista da linha chinesa”

Damares Alves Fotos: Isac Nóbrega/PR

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, indeferiu mais 80 pedidos de anistia, benefício pago a pessoas que supostamente teriam sofrido perseguição política no Brasil. Entre as solicitações recusadas está a de Elmar Soares de Oliveira, que morreu em 2006. Ele protagonizou o 1° sequestro de avião comercial no Brasil.

O fato aconteceu em 1969, quando Elmar e outros militantes do MR-8, um grupo de luta armada que atuava contra a o regime militar, tomaram um avião Caravelle na rota do Rio de Janeiro para Manaus e desviaram para Cuba, onde aterrissaram.

Em reportagem da época do jornal Correio da Manhã, Elmar foi descrito como alagoano de Maceió, capital do estado, e estudante de Odontologia. A publicação ainda chamou o militante de “um tipo frio, insensível, comunista da linha chinesa”.

– Elmar Soares de Oliveira possui diversos projetores e filmadoras e é muito ligado a pessoas que se interessam por cinema. Mas por trás do cinematografista esconde-se um tipo frio, insensível, comunista da linha chinesa. Em sua residência foi encontrado material explosivo e outros pertences para fabricação de bombas – diz a reportagem.

Leia Também:  Boletim mostra que 12 estados e o DF reduziram gastos com pessoal

Em 2011, Elmar chegou a ser homenageado por uma moção de aplausos proposta pelo então deputado estadual do Rio, Marcelo Freixo, (na época no PSOL, hoje no PSB) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS