PONTA PORÃ

Líder de quadrilha que roubou aviões de Almir Sater e políticos é foragido de MS

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Polícia confirma participação de brasileiros e bolivianos no roubo

Renata Portela Midiamax

 

Fica localizada em Anastácio, cidade a 134 quilômetros de Campo Grande, a casa de apoio usada pela quadrilha que roubou três aeronaves na madrugada desta segunda-feira (6). Os aviões foram levados do Aeroclube de Aquidauana, município vizinho, e três suspeitos de envolvimento já foram identificados, sendo o líder da quadrilha, a esposa dele e o responsável pelo imóvel usado pelo bando.

Segundo o delegado Jackson Frederico Vale, da Delegacia Regional de Aquidauana, em trabalho conjunto com o Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado), foi identificada a casa onde funcionava base de apoio para os bandidos. O imóvel fica localizado em Anastácio.

Também segundo a polícia, o líder da organização criminosa foi identificado e seria um perigoso foragido do sistema penitenciário estadual, com passagens anteriores por crimes semelhantes. A esposa dele também participou do crime, conforme as investigações.

Ainda segundo o delegado, foram encontrados vários vestígios na casa, compatíveis com os deixados também no aeroclube. Com isso, os três suspeitos já foram identificados, mas são considerados foragidos. Conforme a polícia, entre os bandidos estão brasileiros e bolivianos e está confirmado que as aeronaves foram levadas para território estrangeiro.

Leia Também:  Vereador quer propor teste toxicológico obrigatório para professores de Campo Grande

FAB em alerta

Em nota encaminhada ao Jornal Midiamax, a FAB informou que “o Comae (Comando de Operações Aeroespaciais) da Força Aérea Brasileira, situado em Brasília, no Distrito Federal, foi notificado sobre a ocorrência em questão nesta segunda-feira (6). A FAB colabora com as autoridades de segurança pública responsáveis pelo caso e emitiu uma ordem de vigilância intensiva do controle de tráfego aéreo aos Copm (Centros de Operações Militares) da Aeronáutica.”

Os aviões foram levados por volta das 3 horas da madrugada desta segunda, depois que 18 criminosos fortemente armados, encapuzados e usando luvas invadiram o aeroclube. De acordo com o delegado Jackson, existe a possibilidade dos aviões terem sido levados por membros de facções criminosas para servirem ao crime de tráfico de drogas.

Mas, outras linhas de investigação não são descartadas, segundo o delegado. Ferramentas usadas no roubo foram deixadas para trás pelos criminosos. As aeronaves roubadas eram do cantor Almir Sater, do pecuarista Zelito Ribeiro, irmão do prefeito de Aquidauana Odilon Ribeiro, e da família do ex-prefeito José Henrique Trindade.

Leia Também:  Prefeitura desenvolve projeto para conscientizar a população sobre a importância de manter a vegetação nativa

As aeronaves teriam como destino Bolívia. Os aviões segundo o delegado estariam avaliados entre R$ 600 mil a R$ 800, chegando a R$ 2 milhões. Os modelos e matrículas dos aviões são Bonanza V35B PT-ING, Cessna 182 PT-DST e Cessna 182 PT-KDI. Ainda conforme os registros da ANAC consultados pela reportagem, os três aviões estão com situação de aeronavegabilidade normais, ou seja, aptos para voar.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS