PONTA PORÃ

Não temos desabrigados, mas tempestade afetou dezenas de casas na periferia

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

Neste sábado (16), as equipes da Defesa Civil seguem percorrendo as regiões de Dourados consideradas as mais afetadas pelo temporal que passou pela cidade na tarde de sexta-feira (15).

O órgão conta com apoio Semsur (Secretaria Municipal de Serviços Urbanos) e do 2º GBM (Grupamento de Bombeiros Militar). 

Por Wender Carbonari douradosnews.com.br

De acordo com informações do coordenador da Defesa Civil, Jamil da Costa, nenhum morador chegou a ficar desabrigado, mas cerca de 30 famílias tiveram que ser atendidas com doação de lonas após terem as casas destelhadas por força da ventania. 

Os kits emergenciais com as lonas e outros utensílios foram entregues nas regiões dos bairros Santa Felicidade, Santa Fé, Ouro Fino, Comunidade Vitória e nas aldeias Jaguapiru e Bororó. 

Um balanço preliminar divulgado ontem (15) pela Defesa Civil e Semsur aponta para aproximadamente 150 quedas de árvores, impedindo a passagem de veículos em diversas vias. Os trabalhos de retirada de troncos e galhos continuam neste sábado (16).  

Além disso, a ventania causou a interrupção e instabilidade na distribuição de energia elétrica na região central e nos bairros. 

Diante dos estragos, o prefeito Alan Guedes (PP) optou por decretar situação de emergência no município.

O temporal, acompanhado com ventos que chegaram a pelo menos 41km/h, de acordo com informações do Guia Clima, da Embrapa Agropecuária Oeste. 

A Prefeitura também criou um gabinete de crise, envolvendo todas as secretarias para prestar os socorros imediatos a população, principalmente para as famílias que tiveram as casas destelhadas. 

Serviço 

Aqueles que necessitam de atendimentos de urgência devem ligar no 153 (Guarda Municipal de Dourados) ou 199 (Defesa Civil). 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS