PONTA PORÃ

Copiloto de avião com Marília era evangélico e pregava

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

“Morreu fazendo o que amava”, destacou irmã de Tarciso Viana

 

Tarciso Pessoa Viana, copiloto do avião que caiu com a cantora Marília Mendonça, era evangélico e tinha o hábito de pregar em sua igreja. Em entrevista ao portal G1, ele foi descrito por sua irmã, Nagila do Vale, como um “servo de Deus”.

– [Era] Imagem e semelhança de Deus e está na glória com Ele. Deus, nosso Criador, nos promete a vida eterna, e cremos nisso como cristãos – completou a sua outra irmã, Nagila do Vale.

Um dos amigos de Tarciso relatou, nas redes sociais, que o copiloto orou pela viagem que faria antes do acidente.

– Deus preparou ele e o levou. Passou a sua noite engrandecendo o nome do Senhor, orando por almas, orando por essa viagem. Mesmo assim, o seu destino era o céu, mas um céu diferente, o único céu cheio da glória de Deus – assinalou.

Tarciso nasceu em Samambaia (DF) e fez o curso de formação com muito esforço.

Leia Também:  Mendonça: “Um passo para um homem, um salto para os evangélicos”

– Lutou muito para ser piloto e morreu fazendo o que amava, voando – destacou Nadia.

Seu filho, Pedro Viana, afirmou que seguirá os passos do pai e está se formando piloto.

– Meu pai era o melhor em tudo, melhor piloto, melhor pai, melhor servo de Deus. Agora, eu vou seguir a rota dos sonhos dele. Estou me formando piloto – declarou.

Tarciso morreu na última sexta-feira (5), em queda de avião que também tirou a vida da cantora Marília Mendonça, na cidade de Caratinga, em Minas Gerais. Faleceram ainda o assessor Abicieli Silveira, tio da cantora, o produtor Henrique Ribeiro e o piloto Geraldo Medeiros.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS