PONTA PORÃ

Ex-servidor do Detran-MS é preso por peculato e corrupção passiva ao vender veículos e peças apreendidas

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

 

 

 

 cumpriu nesta terça-feira (11) um mandado de  preventiva e dois de busca e apreensão contra suspeitos de comercializar veículos e peças apreendidos que estavam no pátio do Detran. Ação foi realizada através da Delegacia de Polícia de Nova Alvorada do Sul, a 116 quilômetros de Campo Grande, com o apoio da Corregedoria de Trânsito do Detran/MS.

Segundo informações da polícia, diversos automóveis eram entregues pelas Polícias Civil e Militar ao Detran no município, por apresentarem documentos atrasados ou não estarem em condições de trafegarem na via, mas estes veículos, ao serem recebidos, não eram lançados no sistema do órgão. Conforme a denúncia, eles eram vendidos aos proprietários que pagavam propina para os automóveis serem liberados sem os pagamentos dos débitos existentes.

Em 2021 e 2022, foram entregues 48 automóveis ao órgão de trânsito pelas forças policiais, mas somente dois deram entrada no sistema legal.

Equipes da Polícia Civil e da Corregedoria de Trânsito saíram para dar cumprimento às ordens judiciais na manhã de hoje. Um ex-servidor do Detran foi preso por peculato e corrupção passiva.

Leia Também:  Mãe flagra menina de 9 anos em banheiro com professor de música que acaba preso por estupro

Ele já havia sido demitido do órgão. Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, sendo realizada uma vistoria no pátio do Detran, onde foram encontrados somente sete veículos entregues pelas forças de segurança pública.

A operação foi denominada “Brutus” em referência a Marcus Junius Brutus,  do imperador romano Júlio César, o qual, ao ser encurralado por seus conspiradores, percebeu que entre eles estava seu filho Brutus, emitindo a célebre frase “Até tu, Brutus?”.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS