PONTA PORÃ

Palmeiras empata com Avaí na ressacada

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um jogo marcado por reviravoltas no placar na tarde deste domingo (26) terminou com empate entre as equipes de Palmeiras e Avaí, na Ressacada (Florianópolis-SC), pela 14ª rodada do Brasileirão. Os donos da casa saíram na frente com gol de pênalti de Bissoli no último minuto do primeiro tempo; e no primeiro minuto do segundo tempo, um pênalti batido por Gustavo Scarpa deixou tudo igual . O Verdão ainda chegou à virada com Rony, aos 20 da etapa final, mas, pouco depois, sofreu o gol de empate por 2 a 2 (placar final do duelo), aos 27, com gol de Jean Pyerre.

Clique aqui para ver a ficha técnica, estatísticas e tudo sobre o jogo!

Com o importante ponto somado fora de casa, o Alviverde segue na liderança do certame com a mesma diferença de pontos em relação à rodada anterior, agora com 29 pontos, três a mais do que o Corinthians (segundo colocado, que empatou no clássico contra o Santos por esta rodada).

O Palmeiras, além de líder, é dono do melhor ataque do Nacional (27 gols), da melhor defesa (10 sofridos, ao lado do Corinthians), e também o time que está há mais partidas invictas no Brasileiro – só perdeu pela primeira rodada e, portanto, em seus 13 jogos seguintes, soma invencibilidade com oito vitórias e cinco empates – é a maior atual do Brasileirão 2022, já que todas as outras equipes ou empataram ou perderam algum duelo a partir da segunda rodada.

Fora de casa, no Brasileiro, o Palmeiras também é o melhor visitante do Nacional, tendo conquistado conquistou 15 dos 21 pontos possíveis: são quatro vitórias e três empates, sendo, inclusive, o único time do Brasileirão 2022 que não perdeu fora de casa.

Palmeiras e Avaí mediram forças pela primeira vez em 1976, quando se cruzaram pelo Brasileirão daquele ano. No Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), o Verdão levou a melhor na ocasião, vencendo por 1 a 0 com gol de Toninho Catarina, se fazendo valer da lei do ex, já que o ídolo palmeirense fora revelado na justamente no Leão da Ilha poucos anos antes.

Leia Também:  Grêmio vence o Guarani, soma mais 3 pontos e sobe na tabela

Após este primeiro confronto, as equipes passaram a se enfrentar com mais frequência somente no século atual entre idas e vindas do adversário da Série B à Série A, além de um encontro eliminatório pela Copa do Brasil de 2014 que valia vaga às oitavas de final, do qual o Palmeiras levou a melhor.

Ao todo, a história registra 19 duelos entre as equipes, com ampla vantagem palmeirense: 14 vitórias contra apenas duas derrotas sofridas, além de três empates (já com o de hoje); foram 48 gols marcados pelo Maior Campeão do Brasil contra 18 que sofreu.

De quebra, o Alviverde ainda chegou ao seu nono jogo invicto contra equipes catarinenses. Desde que fora superado pela última vez para uma equipe do estado de Santa Catarina, pelo Brasileirão de 2017, para o próprio Avaí, na Ressacada, o Verdão nunca mais perdeu para times do estado sulista, pois, em seu primeiro confronto após o revés ante uma equipe desta região (contra a Chapecoense, pelo Brasileiro de 2018, em casa), empatou sem gols em casa; depois, emplacou sete vitórias, sendo cinco contra a Chape e outras duas contra o adversário da vez, todas pelo Brasileirão. E, agora, mais este empate contra o Avaí, somando 9 jogos invictos contra times deste local, com sete vitórias e dois empates.

Outra marca invicta ampliada pelo Palmeiras, além de contra clubes catarinenses, foi atuando no estado de Santa Catarina. Com este empate, chegou a cinco jogos sem perder no estado, sendo que nos quatro duelos anteriores havia vencido todos: o próprio Avaí, por 2 a 1, na Ressacada (em Florianópolis), pelo Brasileiro de 2019, e, depois, a Chapecoense, três vezes, todas também pelo Brasileiro (em Chapecó): edições de 2018, 2019 e de 2021 (pelos placares de 2 a 1 em 2018 e 2019, e 2 a 0 em 2021).

Leia Também:  Corinthians só empata com Avaí, mas mostra que pode ter nova cara com Renato Augusto

Individualmente, a partida marcou o retorno de Raphael Veiga, lesionado e fora do time nos últimos quatro jogos; marcou também mais uma boa atuação de Weverton, importante em lances-chave do duelo; e ainda fez com que Scarpa e Rony ampliassem seus número de gols: o camisa 14 foi a 39 pelo clube no total, e, com isso, empatou com Kleber como 6º maior artilheiro do Palmeiras neste século, além de alcançar a 76ª posição na lista geral de artilheiros da história, ao lado de Aquiles, Euller e Kleber.

Já Rony chegou a 37 gols pelo clube e, com isso, igualou Alex Mineiro na 9ª posição entre os artilheiros do Palmeiras neste século; de quebra, com seus agora 37 gols, alcançou a 83ª posição na lista geral de artilheiros da história, ao lado de Alex Mineiro e Cabeção (jogador dos anos 40 do Verdão). Rony, aliás, era o jogador que, até antes dessa partida, acumulava a maior sequência como titular consecutivamente (foi assim nos 14 jogos anteriores); além disso, é o que mais atuou nesta temporada, com 37 partidas.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Jorge; Gabriel Menino (Atuesta, aos 37’/2ºT), Zé Rafael e Gustavo Scarpa (Raphael Veiga, aos 14’/2ºT); Wesley (Dudu, aos 23’/2ºT), Rafael Navarro (Gabriel Veron, aos 37’/2ºT) e Breno Lopes (Rony, aos 14’/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

Gols: Bissoli (52’/1ºT) (1-0), Gustavo Scarpa (2’/2ºT) (1-1), Rony (20’/2ºT) (1-2) e Jean Pyerre (27’/2ºT).

Cartão amarelo (SEP): Luan.

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

RELACIONADAS