PONTA PORÃ

PCC domina produção de maconha na fronteira de MS, afirma polícia paraguaia

COMPARTILHE

 

 

 

Informações fazem parte da megaoperação desencadeada em Pedro Juan Caballero
Fação criminosa domina produção, segundo investigações da polícia paraguaia (Foto: Senad)

Por meio de investigações feitas no âmbito da megaoperação Basalto, desencadeada nos últimos dias em Pedro Juan Caballero, na froteira com Ponta Porã, distate 320 quilômetros de Campo Grande, a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) afirma que o PCC (Primeiro Comanda da Capital) já domina a produção de maconha na região.

Os dados levantados pelos agentes especiaisparaguaios apontam , que além de controlar o coméricio de drogas na região, a organização criminosa brasileira também já detém o controle da lavouras que produzem a maconha.

Ainda conforme as investigações feitas pela Senad e também com base nas apreensões feitas no último sábado (23), a Colônia Estrella, zona rural de Pedro Juan Caballero,  já é apontada como um grande grande centro de produção. Há evidências de que toda a parte operacional é coontrolada pelo PCC.

 Basalto faz parte de um trabalho realizado pelas forças de segurança paraguaias, que está sendo realizado em conjunto com as operações Agata, do lado brasileiro. Trata-se de uma megaoperação de combate ao crime organizado, tráfico de drogas e outros crimes cometidos na fronteira.

Leia Também:  Marcio Blanco deseja a todos um Feliz dia dos Pais

As organizações brasileiras participantes são: o Ministério da Defesa, o Ministério da  e Segurança Pública e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, enquanto do lado paraguaio estão o Ministério da Defesa – Forças Militares – Estado-Maior Conjunto, o Ministério do Interior, a Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), a Polícia Nacional e a Unidade Interinstitucional de Combate ao Contrabando.

COMPARTILHE

RELACIONADAS